A culpa é da infelicidade eterna.

O luto tem suas facetas, o sentimento em si. Alguns negam, alguns fingem e a vida nos obriga a sentir. Porque é o jeito, não há como fugir. A introdução serve bastante: “As encrencas de verdade tendem a vir de algo que você nem imagina e que te pega no ponto fraco às 16pm de uma terça feira mordolenta” (todos os dias enfrente alguma coisa que te ponha medo de verdade).

O luto me pegou, me transportou na máquina do tempo há 5 anos atrás; me pôs exatamente no lugar em que eu mais temia porém eu quis, quero pagar para ver essa dor de estar sozinha me consumir. Me sinto novamente uma adolescente e quantos ciclos mais irão, virão (esses que só a mim pertencem a ninguém mais). O despeito, o desdém, os porquês, os ques, os pingos nos “is”, a verdade nua e crua, um coração que sangra e breves momentos que clareiam o caminho. Eu me permito, eu vou cair quantas vezes forem preciso (já tá é chato mas se é a primeira vez que você vem aqui saiba que sou de cair e levantar e escrever sobre isso quase que o tempo todo!). Sou movida por afã, pelo supetão esperado e inesperado, pela cena criada e aquela que me pega e arrepia. Sou das verdades na cara mesmo e se doer vai doer em mim, e se eu ganhar nesse jogo de saber o que as pessoas sentem, um “Viva” pra mim. Estou ótima até que eu mesma prove o contrário, mastigue, engula, ponho pra fora (aqui).

Todo dia é um começo, recomece. Comece desejando o melhor e aceite calada o pior, ele vai se desfazer na montanha de sabedoria que se tem do que deve passar e o que deve ficar. E hoje faz-se um silêncio cortante de estar sozinha, no escuro, na incerteza mas acredite é melhor uma incerteza que passa do que uma certeza que machuca.

E nem preciso falar de ninguém pois tudo acontece aqui dentro e estou mais corajosa do que nunca para que se materialize em meus olhos provindo do choro, do desejo, da angústia, do asco, do medo, da paixão, da incerteza, da felicidade… e da liberdade de me machucar sem machucar ninguém. Estar sozinha novamente é isso: recomeçar em um deserto onde a areia é quente e machuca (se você crer, Deus vai contigo) do contrário procure uma Luz enquanto não amanhece de novo.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s