O dragão está chegando.

cap1_arrumeacasa

Não queira salvar à si mesmo tentando salvar a vida de outra pessoa

Não é por que assisti o filme “O fabuloso destino de Amelie Poulain” que devo sair catando fotos 3×4 de desconhecidos, colar em um álbum e achar que isso me levará a encontrar o meu destino. E não é por ter belos sentimentos que eles merecem ser desperdiçados com quem ainda não viveu a sua linda história de amor. Eu espero que você já tenha vivido por que esse post te desencoraja a querer viver se: você para isso quer arrumar a vida de alguém.

Para isso que me refiro tão vulgarmente é despender um tempo enorme por quem ainda não viveu uma das mais fantásticas jornadas debaixo do sol: amar e ser amado. E quer uma dica? Isso costuma acontecer quando não estamos esperando, e não, não tente se preparar ou seguir teorias de “fique calma e espere”. O amor ele chega na hora em que você está em paz consigo mesma.

Paz consigo mesma: sem ex por perto, sem platonismo, sem tabus, sem complexos exacerbados. Paz… sem terrorismo emocional ou mental.

Não queira achar que: você pode salvar um coração.

Ao menos que você seja médico e tenha um desfibrilador não tente ressuscitar uma alma que não te pediu isso, ou nunca postou algo em redes sociais que desse a entender que estivesse disponível e também que por ventura da época disse-lhe inúmeras vezes: prefiro continuar sofrendo.

Por mais que seja perceptível o potencial de alguém para a melancolia amorosa ou o: prefiro estar com alguém que só me procura para fazer sexo a dar-me por inteiro, não cabe a você salvar ninguém. Ao menos que queira suicidar-se emocionalmente. amelie

A história de Amelie é bonita, um filme francês fofo e que pode destruir corações de pré adolescentes ou até daquelas marmanjonas que ficam com um cara, ou uma mulher que só lhe quer por sexo. No minuto seguinte resolvem que o melhor é ficar dessa forma. E não enxergam que sofrem. Não cabe a você fazer com que parem de sofrer (as pessoas tem escolhas conscientes ou inconscientes) e mais uma vez, você não é Deus.

Salve a si mesmo antes que seus ossos quebrem como copos de cristal.

Se existe uma frase coerente neste filme moldado à photoshop e com cores fortes, é esta. Não queira salvar à si mesmo tentando salvar a vida de outra pessoa, tendo pena, achado que a outra pessoa precisa de um tapa na cara e um belo grito de “Acorda”. Uma hora todos nós acordamos, seja cedo ou tarde e nos arrependemos ou não. E sinceramente eu espero, como uma amiga de infância que brincou de Barbie com você que: você entenda que a única pessoa que pode tirar-lhe da enrascada de querer salvar o outro é você mesmo.

Amor envolve tempo, e principalmente disposição. Nem todos estão dispostos (posto à frente no mesmo momento). Então não force a barra, não empurre ninguém. Todos sofrem até o paraíso, e ainda sim aqui debaixo do Sol sofrem achando estar no paraíso. Minimize seu curto espaço de tempo cuidando de você ao invés de seguir teorias ou a vozinha que diz algo em sua mente. São apenas os 3 meses de paixão mexendo com a química do seu cérebro. Logo passa. E se for amor a razão vai lhe ajudar e não mais essa voz ou qualquer sentimento de vitimismo.

Ame-se.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s