Você precisa: ter uma bruxa na sua vida.

Não comece a dar um Google em “como ser amiga de uma bruxa” e sim “como é ter uma bruxa na sua vida”. Provavelmente esse post estará na listagem – e sim, é o mais coerente. Em não se tratando de maças envenenadas, feitiços lançados com pata de aranha (aranha tem pata?), e pêndulos que hipnotizam, estou mesmo a falar de análise.

Outro dia, muito me espantei, que alguém lançou a seguinte pergunta na timeline: “É bom fazer análise? O que é?” – me surpreendeu por ser uma pessoa muito entendida -. Lá fui eu sem vergonha dizer o que eu achava, e claro, eu não me lembro, mas provavelmente disse para tomar cuidado (mentira) por que eles – os bruxos – tendem a desvendar seu inconsciente.

Gente, eu tenho uma bruxa na minha vida, por que chamar de amiga não fica legal, eu pago a ela para me ouvir e por mais que tenhamos uma abertura absurda – que é obvio que não citarei -, eu a chamo pelo nome ou por bruxinha – e sinceramente não sei se ela gosta mas ela entende que é algo parecido com o Paulo Coelho para os leitores dele (nossa, não era bem essa a comparação!).

Existem amigos fodas que irão te dar mil conselhos mas dificilmente plantarão algo certeiro – estudo > técnicas > gatilho > time > alvo – mas eles não serão bruxos. Todos, sem exceção deveriam fazer análise – o método mais eficaz em se tratando de resolução de existencialidades, traumas e liberação inconsciente.

Fiz análise por 3 meses – parei por que fui desligada da empresa – e até hoje sinto vontade de voltar. Mantenho contato com a bruxa e ela continua lançando desafios, sementes e apertando o gatilho sem dó. Posso dizer que acertei no profissional. E que ela assim como outros não faz caras e bocas, não finge muito mal estar preocupada, deixa na entrelinha que acredita em mim e que eu não devo parar: nem na vida, nem nos estudos, nem na escrita, nem nas paixões, nem na receptividade, nem no divã e nem em um montão de possibilidades que ela me abriu.

A última dica foi: “Leia ‘Mulheres que correm com lobos'”, que é um tiro em cada pedacinho de estória; história que cê já viveu. Deixo aqui esse time para você que estiver lendo, até mesmo se foi àquela que perguntou lá no site feice se era “bom” fazer análise. É.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s